Douglas Adams, Beatles, shows perdidos, Amy e o clube dos 27

Depois de muito tempo lendo só História, me dei férias e comecei “O salmão da dúvida”, do Douglas Adams. Na verdade trata-se de vários textos achados no computador de Adams depois de sua morte e reunidos em um livro publicado em 2002 e lançado só este ano no Brasil.

Em “As vozes dos nossos dias passados”, Adams conta da sua paixão pelos Beatles e de como perdeu várias oportunidades de vê-los tocando. Isso me lembrou a história de uma colega da faculdade que deixou de ir a um show dos Mamonas Assassinas e logo depois eles morreram em um acidente trágico. Assim como o Douglas Adams e a Shiva, eu também tenho a história dum show perdido. No meu caso, não fui assistir a Amy Winehouse em 2011 aqui em Floripa. O show era longe, o ingresso caro e a preguiça grande. Seis meses depois ela faleceu precocemente, aos 27 anos de idade.

A morte de Amy gerou muita especulação, principalmente por conta da sua idade. A teoria (da conspiração) do chamado “Clube dos 27” ganhou força e mais um nome de peso entre seus “membros”. Outros artistas que também morreram aos 27 e que geralmente são citados são Brian Jones, Janis Joplin, Jim Morrison, Jimi Hendrix e Kurt Cobain.

Em uma sociedade que cultua a juventude como a melhor idade da vida e a transforma em um ideal, morrer cedo contribui para uma maior mistificação desses artistas, já que a morte prematura congela a imagem da pessoa em uma eterna juventude.

Douglas Adams faleceu aos 49 anos de idade. Não era tão novo, mas sua morte também é considerada precoce por todos aqueles que admiram sua obra. Adams conseguia, tal como Salinger (embora de estilos bem diferentes) expressar em poucas palavras uma infinidade de coisas. Termino com uma citação do Guia do mochileiro das galáxias, um dos meus livros favoritos de todos os tempos:

“- O tempo é uma ilusão. A hora do almoço é uma ilusão maior ainda.
– Muito profundo – disse Arthur. – Essa você devia mandar pra Seleções. Eles tem uma página pra gente como você”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s